Como Fixar na Memória o Conteúdo Estudado - O Guia Completo

Como Memorizar o Conteúdo Estudado

Estudar durante horas e horas e depois não gravar esse conteúdo na mente é um dos maiores problemas dos concurseiros, sejam eles iniciantes ou não.

Não é a quantidade de estudo que fará você passar em um concurso público, mas sim a qualidade do seu estudo, parece clichê mas você vai compreender tudo no final deste artigo.

Ou seja, é melhor você estudar 1 hora por dia de uma maneira bem eficiente do que estudar o dia inteiro sem absorver nada, é tempo jogado fora.

Como muitas pessoas possuem essa dificuldade (de fixar o que estudou) eu escrevi esse guia para orientar sobre como resolver esse problema em definitivo.

Vou explicar como os erros básicos que muitos cometem na hora de estudar que comprometem a concentração e consequentemente a aborsção da matéria, os passos simples que podem ser feitos para melhorar bem como as 5 melhores técnicas (métodos) de memorização de conteúdo que ajudam você a fixar tudo o que estudar.

Além disso vou te falar também dos mitos mais comuns que alguns acreditam ser eficientes mas na verdade não são para não restar mais nenhuma dúvida sobre esse assunto.

Vamos lá!

4 Regras Básicas para Melhorar a Concentração Durante os Estudos

Antes de se preocupar em fixar o conteúdo que foi estudado a primeira coisa é certificar-se que o conteúdo está realmente sendo estudado, como assim?

Significa que você pode achar que está estudando mas na verdade está apenas folheando ou passando os olhos sobre o texto, sem concentração nada será absorvido.

O cérebro é uma máquina fantástica e pode ser utilizado a ser favor ou, muitas vezes, ele até se proteger de você e até enganar a você mesmo.

Está Difícil Passar em Concursos? Conheça o Curso Onde Você Aprenderá o Passo a Passo para Triplicar as Suas Chances de Ser Aprovado em Concursos!

Se você não está em um momento, ambiente ideal ou com o foco inadequado, mesmo que esteja assistindo uma aula ou lendo uma apostila o seu cérebro estará em outro lugar e você não estará nem mesmo recebendo essas informações, muito menos então, fixando-as.

Para receber e processar essas informações para posteriormente poder fixá-las na memória, você precisa primeiramente ter concentração nos estudos, essa é a necessidade inicial básica, então siga estes 4 regras básicas antes de conhecer e aplicar as melhores técnicas de memorização de conteúdo:

1 - Prepare o ambiente

O ambiente exerce uma influência muito forte no comportamento dos seres humanos, certifique-se de preparar o ambiente ideal para os seus estudos:

Iluminação - Procure um ambiente bem iluminado, quanto mais claro melhor, se tiver luz solar é melhor ainda.

Barulhos - Elimine todos os barulhos e ruídos possíveis, procure um local totalmente isolado, se não for possível, coloque protetores auriculares nos ouvidos (vendidos por alguns centavos nas farmácias) ou até mesmo um fone de ouvido pode te ajudar com isso.

Limpeza e organização - Procure estudar em um local limpo e organizado, coisas fora do lugar e local sujo e desorganizado tiram a sua concentração sem que você se dê conta.

Local - Lugar para estudar é em uma mesa e ponto final. Se você não possui um local assim procure algo parecido (escrivaninha, balcão e etc) fique mas nada de sofá ou cama, só em último caso mesmo. Você passou boa parte da sua vida estudando desta forma, o seu cérebro está acostumado com isso, fazendo você ficar mais concentrado quando fica nessa postura. Já quando senta no sofá ou deita na cama, seu corpo entende que é hora de relaxar.

2 - Defina uma rotina

Se baseando no mesmo conceito acima sobre estudar na mesa, você dever criar uma rotina de estudos para “programar” seu corpo que naquele determinado dia e horário ele necessitará de concentração.

Plano de Estudos - Um plano de estudos é uma das melhores ferramentas para organizar e disciplinar os estudos (explicarei melhor os benefícios e como montar um plano de estudo em outro artigo). Além disso, um plano de estudos permitirá que seu corpo se acostume com os horários e esteja sempre mais alerta nesses momentos

Local - Assim como escolher o local apropriado (mesa) é fundamental, outro recurso interessante é procurar sempre estudar no mesmo local, ou seja, cada vez que você sentar lá, seu cérebro saberá que é hora do estudo e ficará mais focado nisso.

3 - Prepare seu cérebro

De nada adianta todas as técnicas do mundo se você não está nem um pouco a fim de estudar, então você precisa se convencer disso primeiro, estabelecer o objetivo de realmente aprender a matéria e utilizar de alguns recursos para que o objetivo seja alcançado.

Desligue o celular - E todas as outras coisas que possam te distrair, se tiver estudando no computador nem pense em deixar o facebook, skype ou qualquer outra coisa que possa tirar sua atenção nesse momento.

Não negative seu cérebro - Você é seu maior vilão na maioria das vezes, se você vai estudar pensando que isso é algo chato, seu corpo vai tentar te defender deste mal fazendo com que você boceje, fique incomodado com essa situação e tente de tudo para encerrar esse momento “torturante”. Então muito cuidado com o que pensa, procure pensar que é algo bom para você e que você vai aprender algo novo que vai ser muito útil na sua vida e vai te possibilitar alcançar alguns sonhos bons, sempre pense em coisas boas, isso vale para tudo na sua vida (lei da atração).

Esvazie seu cérebro - Novamente você é seu maior vilão, se você se enche de preocupações e mil coisas a fazer, para não entrar em colapso o cérebro se desliga por algum tempo e realmente não absorve mais nada. É claro que não é tão fácil assim sumir com as preocupações da cabeça, mas um pouquinho de força de vontade ajuda. Uma dica é usar um gerenciador de tarefas para as coisas do dia a dia, existem vários gerenciadores online hoje em dia que podem ser acessados do celular ou computador, é são muito úteis. Assim você consegue esvaziar a sua mente, porque não vai ter que ficar lembrando que amanhã tem que resolver isto e aquilo, visto que está tudo anotado no gerenciador de tarefas e ele vai te lembrar o que você deve fazer. Uma simples agenda também dá conta do recado e deixa o teu cérebro respirar.

4 - Prepare seu corpo

Assim como o nosso cérebro, nosso corpo pode ser nosso aliado ou vilão dependendo das ações que tomamos.

Saúde - Procure se cuidar e nada de pensar: “daqui a pouco passa”, quando não está bem o melhor a fazer é se cuidar, se recuperar bem e voltar quando estiver melhor, senão não rende, a saúde vem em primeiro lugar, nosso cérebro também pensa assim, ele não vai se preocupar com outras coisas, como estudar por exemplo, enquanto tem coisas mais importante a se preocupar.

Exercícios Físicos - Não despreze os exercícios físicos, uma boa caminhada ou prática de esportes fazem com que sua circulação sanguínea acelere, te dando mais disposição, mais concentração, menos sono e fadiga na hora em que estiver estudando.

Postura - Procure estudar na postura correta na cadeira (conforme já mencionei acima), não pode ser confortável demais porque será um convite para o cochilo e também não pode ser de um modo que te cause desconforto e dores a ponto de perder a concentração.

Alimentação - Alimentação adequada também ajuda e muito na absorção do conteúdo estudado, procure ingerir alimentos naturais ricos em nutrientes como o fósforo que é excelente para a memória. Uma dica é tomar um polivitamínico todos os dias durante a manhã ou algum remédio específico para estudos. Não estude com fome, tenha sempre alguma barrinha de cereal ou até chocolate para gerar uma carga de glicose a mais no sangue pra te ajudar a ficar mais alerta, mas evite estudar com o estômago muito cheio por conta da digestão.

Sono - Uma boa noite de sono é fundamental, é claro que muitas vezes é quase impossível dormirmos a quantidade de tempo necessária, mas devemos tentar melhorar ao máximo a qualidade do sono(dormindo em ambiente mais escuro, sem televisão ligada, sem barulhos e etc) para estarmos mais ativos no dia seguinte.

Se você seguir esses passos, você conseguirá absorver muito melhor o conteúdo estudado, mas ainda não é o suficiente para você gravar definitivamente o conteúdo na sua memória.

Pra isso, você deve adotar algumas técnicas eficientes de estudo. Veja quais são:

As 5 Melhores Técnicas de Estudo para Fixar na Memória o Conteúdo Estudado

1 - Fazer Resumos

Fazer resumos é de longe a melhor maneira de gravar o conteúdo, pois você recebe a informação e é obrigado a processar essa informação no cérebro para elaborar uma simplificação dessa informação. Dessa forma você compreende primeiro, gera o conhecimento sobre o assunto e repassa isso para outro meio.

Mas para ser realmente eficiente, os resumos devem ser bem resumidos mesmo, não adianta copiar e transcrever alguns trechos inteiros, o que deve ser feito é dar o seu entendimento sobre o assunto.

Está gostando desse conteúdo? Conheça o Curso Onde Você Aprenderá o Passo a Passo para Triplicar as Suas Chances de Ser Aprovado em Concursos!

Além disso, os resumos devem ser consultados periodicamente (isso dá pra ser feito tranquilamente com um plano de estudos bem elaborado) para garantirem a fixação dos conceitos, por isso devem ser bem curtos mesmo, o ideal é de no máximo uma página para serem revistos em um simples passar de olhos, coisa de segundos ou poucos minutos.

Essa dica vale ouro: Os resumos ficaram ainda mais eficientes depois da invenção dos mapas mentais, é impressionante o nível altíssimo de aprenzidado e memorização que os mapas mentais proporcionam as pessoas.

Para quem ainda não conhece, mapas mentais são, basicamente, resumos em formato de diagramas com desenhos e informações ligadas em tópicos. Explicarei detalhadamente como fazer resumos em forma de mapas mentais em outro artigo.

2 - Fazer Simulados

Testar o cérebro é sem dúvida a segunda melhor forma de fixar o conteúdo, intercale exercícios sempre que estiver estudando e seu cérebro entenderá que vai precisar acessar essas informações que estão sendo adquiridas. Então ele vai deixá-las em um lugar fácil de serem acessadas, ou seja, você vai se lembrar do que estudou com mais facilidade.

3 - Auto Explicação

A auto explicação é a ação de tirar o cérebro da inércia da leitura e fazê-lo processar as informações estudadas e transforma-las em conhecimento.

Basicamente consiste em explicar pra você mesmo em voz alta aquilo que você acabou de entender, não é ler em voz alta, é explicar o que acabou de entender, como se tivesse explicando para outra pessoa.

É uma dicas muito simples, mas muito poderosa. Seguindo este mesmo conceito, se você tiver a oportunidade de explicar a outra pessoa, o benefício é ainda maior.

4 - Acrônimos

Acrônimos são siglas que você inventa para gravar assuntos que não exigem apenas entendimento do assunto, mas também uma decoreba básica, por exemplo:

Quais são os princípios do direito administrativo?
Resposta: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência

Ou seja, nesse caso não basta você compreender os assuntos, você deve decorar esses 5 termos e utilizando a técnica dos acrônimos você pode fazer o seguinte, separe as primeiras letras de cada palavra e perceba como fica mais fácil:

Legalidade
Impessoalidade
Moralidade
Publicidade
Eficiência

L I M P E

É só lembrar do acrônimo LIMPE e fazer a associação depois, fica bem mais fácil decorar a resposta.

5 - Associações e Vínculos

Fazer associações e vínculos também é útil para decorar listas, números e assuntos com muitos detalhes que são necessários serem decorados.

Por exemplo:

Quantos membros compôem o Tribunal Superior de Justiça?
Resposta: 33

A sigla do Superior Tribunal de Justiça é STJ e 33 é a idade de cristo, então você pode associar o STJ com o J de Jesus e lembrar da idade dele.

Assim se cair na prova você irá se lembrar facilmente do número 33.

E tanto os acrônimos como as associações devem constar nos resumos para facilitar a memorização.

Essas são as melhores técnicas para fixar o conteúdo na memória, utilize-as e tenha muito sucesso, mas não esqueça das regras básicas de concentração que são fundamentais para que essas técnicas tenham efeito.

3 Mitos Sobre Memorização

1 - Ler Várias e Várias Vezes até Gravar

Já foi o tempo em que acreditávamos nisso, diversos estudos comprovaram que quando se trata de adquirir grandes quantidades de conhecimento, apenas ler por ler não funciona.

Talvez funcionasse para decorar regrinhas para a prova no tempo de escola, mesmo assim não era o meio mais eficiente.

Como você aprendeu acima, é melhor estudar do jeito certo uma vez do que ficar lendo várias vezes sem a concentração ideal e sem as técnicas corretas.

2 - Grifar ou Sublinhar Trechos

Não serve para absolutamente nada, mesmo que você volte e releia esses termos grifados isso não significa que você processou essa informação e transformou ela em conhecimento e gravou na sua memória. Além disso, não é muito prático ficar folheando livros e apostilas em busca desses termos.

Não fique triste se você faz isso, eu mesmo já fiz muito, só depois de gastar muitas canetas marca-texto é que eu fui descobrir que estava perdendo tempo. Antes tarde do que nunca, rs.

3 - Escutar ou Ver Alguém Explicando

Alguns acham que o problema está na leitura e que quando um professor explica fica mais fácil de gravar a matéria. Na verdade não importa se a informação veio de um livro, apostila, vídeo-aula, áudio-aula ou pessoalmente, o que importa é como estava o seu nível de concentração e como você processou essas informações.

Se você chegou ao final deste artigo, parabéns!!! Essas informações são valiosíssimas e podem transformar completamente a sua aprendizagem.

Para não “esquecer” o que aprendeu aqui, rs, pratique a técnica da auto-explicação e repita para você mesmo o que acabou de aprender e como vai utilizar nos seus estudos!

Compartilhe essas dicas com seus amigos que estejam estudando para alguma prova, com certeza eles vão gostar!

Boa sorte e muito sucesso!!!

Leandro Lima

Compartilhe Esse Conteúdo Com Seus Amigos

Conteúdo Em Destaque

Deixe o Seu Comentário...

Acha Difícil Passar em Concursos? Conheça o Curso Onde Você Aprenderá Rapidamente a Passar em Qualquer Concurso Público Estudando Apenas 2 Horas Por Dia!